Área de alunos

Input e Output – Entenda quando usar

Input é tudo aqui que você obtém de conhecimento por meio das suas habilidades. Ou seja, tudo o que você consome no inglês, sendo um processo de fora ou conteúdo, para dentro, assimilação de significado. Output consiste em externalizar o que aprende pelo input, produzindo escrita e fala.
Input e output: Diferença

Compartilhe

Se você está aprendendo inglês, provavelmente já ouviu falar sobre os termos “input” e “output”. 

Esses termos se referem à maneira como você recebe e processa informações em inglês (input) e à maneira como você se expressa em inglês (output). 

Embora ambos sejam importantes no processo de aprendizado de um novo idioma, é essencial entender quando e como usar cada um deles de maneira eficaz. 

Neste artigo, vamos explorar os conceitos de input e output no contexto do aprendizado do idioma e fornecer dicas úteis para ajudá-lo a melhorar suas habilidades linguísticas em ambas as áreas.

As escolas de inglês não querem que você conheça esse método!

Facilite com o Método RRSLG estudando 30 minutos por dia.
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo

INPUT E OUTPUT (Técnica ninja de estudo do inglês)

Conheça aqui qual o significado destas duas palavras, input e output, e como elas podem te ajudar nesta jornada de estudo da língua inglesa. Sem dúvidas este é um conhecimento importantíssimo e que deve ser aproveitado!

De maneira geral, sabemos que existem quatro habilidades que precisam ser aprimoradas para que você consiga resultados fluentes no inglês.

São elas:

  • Reading (leitura)
  • Writing (Escrita)
  • Speaking (Fala)
  • Listening (Escuta).

Se você observar um pouco, existem duas habilidades em que você se “abastece” do idioma, e existem outras duas que você “gasta” o inglês e é sobre isso que vamos conversar agora.

INPUT:

Reading (Ao ler você se abastece do inglês, o absorvendo)

Listening (Ao ouvir você se abastece do inglês, o absorvendo)


OUTPUT:

Writing (Ao escrever você “gasta” o inglês, externando-o)

Speaking (Ao falar você “gasta” o inglês, externando-o)

Output e input

O que é INPUT?

Recorrendo ao dicionário para dar a definição da palavra Input podemos encontrar a seguinte definição:

Input: 1 entrada, contribuição.

Ou seja, input é o conhecimento que você absorve, é o conhecimento de entrada.

Trazendo para a nossa realidade no inglês, o input é todo o conhecimento adquirido através do Reading (leitura) e o do Listening (Escuta do inglês), é através do aprimoramento destas duas habilidades que você se “abastece” do idioma.

Entendê-los é fundamental durante o processo de aprendizagem do inglês, pois não compreender qual a relação entre o input e o aprendizado de idiomas é o mesmo que não aprendê-lo efetivamente.

Material completo e gratuito de dicas de inglês: Clique aqui!

A importância do INPUT

O input é sem dúvidas o segredo do seu aprendizado no inglês ou de qualquer outro idioma, quanto mais inglês você tiver contato através da escuta e da leitura mais rápido você irá alcançar a tão sonhada fluência.

É necessário que você se “abasteça” do inglês para que depois você venha aprender a falar.

De acordo com o seu contato input com a língua inglesa (com escuta e a leitura em inglês), você vai, sem dúvidas, se abastecendo do idioma a partir do momento que o seu cérebro, ao ter contato com a língua, começa a armazenar grande parte de todas essas informações em inglês que você consome, como um computador.

Não existe ninguém que consiga falar sem ouvir, muito menos alguém que consiga escrever sem ler, sendo assim a leitura e a escuta são habilidades fundamentais se você deseja aprender a escrever ou falar o inglês de fato.

Inverter esse processo, como feito em diversos cursos de inglês, acaba refletindo na falta de desenvolvimento do aluno. Por isso, entendê-lo é fundamental.

Existe uma estatística que aponta que o Brasil é o país que mais possui escolas de inglês do mundo inteiro, porém menos de 10% da população é fluente no idioma, sendo assim, podemos concluir que há alguma coisa errada aí, certo?

A verdade é que grande parte dessas escolas ainda ensinam de maneira tradicional, elas invertem o processo e apresentam primeiro o Output e depois o Input.

Esse processo, simplesmente enche o aluno de gramática e exercícios, os fazem interpretar textos, além de fazer provas orais, quando na verdade, o necessário é o contato prévio com o inglês de maneira input para que isso aconteça e flua naturalmente.

Se “abastecendo” de inglês regularmente

Tudo é hábito! Para que você aprenda a falar inglês é necessário que você crie o hábito de se abastecer do idioma regularmente.

Como se daria esse abastecimento?

É necessário apenas que você tenha contato com o inglês de maneira que aprimore suas habilidades que formam o processo de aquisição input de língua, ou seja, você precisa aprimorar o seu Listening (escuta) e Reading (leitura) constantemente.

Algo que é muito importante levar em consideração também, é que este abastecimento precisa ser realizado através de um material em inglês que você conheça ao menos uma parte das palavras que estão ali presentes, pois ouvir ou ler algo que você não entende, não irá adiantar muito.

É preferível também que ao invés de ficar trocando de material você estude algo que entende repetidas vezes, seja lendo um texto, assistindo uma série, ou até mesmo ouvindo músicas em inglês!

Para que o aprendizado ocorra, é necessário ir aos poucos, passo a passo e se entrosando aos poucos com o inglês.

O que é OUTPUT?

Recorrendo ao dicionário para dar a definição da palavra Output podemos encontrar a seguinte definição:

Output: saída sf, saída de dados

Ou seja, Output é o conhecimento que você “gasta”, é o conhecimento de saída.

Trazendo para a nossa realidade no inglês, o output é todo o inglês que você usa para se comunicar com as pessoas, seja por Writing (escrita) ou por Speaking (fala).

A importância de OUTPUT

O output tem uma importância secundária quando se trata de aprender uma nova língua.

Apesar de ser muito importante falar e escrever em inglês, de nada adianta se você não souber o quê ou como escrever ou falar em inglês.

Sendo assim é necessário tomar o Input como principal forma de estudo.

A relação é simples e direta, para aprender a falar inglês é necessário que você aprenda primeiro a ouvir o inglês a ser falado, é necessário também que antes de escrever exista um conhecimento prévio derivado da leitura.

Sendo assim, se você deseja ter resultados no Output (falar e escrever), é necessário primeiro focar os seus estudos no Input (ouvir e ler).

Quanto mais você ouvir e ler o inglês, mais você vai falar e escrever o idioma.

“Gastando” o seu inglês

O termo “gastar” é utilizado apenas para melhor exemplificar o inglês que você coloca para fora de você, esse é o inglês Output.

É necessário e muito importante que você coloque o seu inglês para fora. Mas, existem algumas regras a serem avaliadas antes que você saia falando ou escrevendo em inglês.

Confira quais são estas regras abaixo.

  1. É necessário que a fala seja consequência da escuta e que a escrita seja consequência da leitura.
  2. Não exija a perfeição para poder falar ou escrever, encare a perfeição como o melhor que você pode fazer no momento.
  3. Ao invés de sair estudando todas as expressões do mundo, foca nas mais usadas e que consequentemente você vai usar.

Levando em consideração estas regras acima, o seu inglês vai fluir mais naturalmente.

80% de entrada e 20% de saída

Após conhecer o Input e o Output, é necessário que você conheça agora a regra do 80% de entrada para 20% de saída.

Esta regra é bem simples de ser compreendida e bem valiosa quando se trata de trazer resultados.

Antes que você comece a falar o inglês é necessário que você tenha se abastecido do inglês, lembra de quando falei sobre o Input?

Bom, este é o segredo para que você tenha uma boa desenvoltura ao falar o inglês ou qualquer outra língua, sempre o tempo em contato com o idioma de maneira Input, ou seja, ouvindo e lendo, deve ser superior ao contato com a língua de maneira Output, ou seja, falando e escrevendo.

Sabendo dessa regra e princípio, é mais importante que você passe o dia inteiro ouvindo mais do que falando o inglês.

Lembre-se: você não vai apenas ouvir o inglês de maneira aleatória e sem rumo, é necessário seguir umas regras básicas para que o seu estudo através do Input tenha resultados, basta ler novamente o tópico “SE ABASTECENDO DO INGLÊS REGULARMENTE” para compreender qual a maneira mais efetiva de se estudar o inglês através do Input.

Resumindo a diferença entre input e output

Input significa entrada ou distribuição. É o conhecimento que você absorve, é o conhecimento de entrada. Output, por outro lado, é o conhecimento que você “gasta”, é o conhecimento de saída.

Gostou do nosso conteúdo? Então, não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante para nós.

Confira o curso de inglês da seu idioma.

Perguntas frequentes sobre Input e Output

Diferença entre input e output?

Input significa entrada ou distribuição. É o conhecimento que você absorve, é o conhecimento de entrada.
Output, por outro lado, é o conhecimento que você “gasta”, é o conhecimento de saída.

O que é um input?

Em relação ao aprendizado de inglês, um input pode ser qualquer tipo de exposição a essa língua, como ouvir um podcast, assistir a um filme ou série, ler um livro, fazer aulas, conversar com falantes nativos, entre outros.

Qual é a função do Output?

A função do output no aprendizado de inglês é permitir que o estudante pratique a língua de forma ativa, consolidando o conhecimento adquirido através do input. O output permite que o estudante coloque em prática o que aprendeu, desenvolva suas habilidades de comunicação em inglês e receba feedback sobre o seu desempenho, o que pode ajudá-lo a identificar pontos a serem melhorados e ajustar sua estratégia de aprendizado.

Como funciona o input e Output?

No contexto do aprendizado de inglês, o input se refere a qualquer tipo de material ou experiência que permite ao estudante entrar em contato com a língua, como mencionado anteriormente. O output, por sua vez, se refere à produção de língua pelos estudantes, ou seja, a habilidade de falar, escrever ou se comunicar em inglês.

Esse artigo foi útil para você? 🤔
Deixe seu comentário!

Nos siga:

Seu Idioma

Seu Idioma

Equipe de redação da Seu Idioma. Todos os conteúdos são revisados por professores e atualizados periodicamente.

Separamos mais esses artigos para você:

Método RRSLG – Delay

AS ESCOLAS DE INGLÊS TRADICIONAIS NÃO QUEREM QUE VOCÊ CONHEÇA ESSE MÉTODO Quero começar agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

É por isso que você não aprende inglês...

Reproduzir vídeo