Área de alunos

SpaceX: Falcon Heavy volta a voar

No domingo, o imponente foguete Falcon Heavy da SpaceX decolou com sucesso, enviando carga de segurança nacional para a órbita terrestre. A missão, chamada USSF-67, foi lançada às 19h56 [horário de Brasília] do Kennedy Space Center, na Flórida, marcando o quinto voo bem-sucedido do veículo de lançamento mais poderoso do mundo.

O espetacular lançamento a partir da Base de Lançamento 39A do Centro Espacial Kennedy viu o Falcon Heavy, equipado com 27 motores, erguer-se aos céus e enviar seu carregamento de segurança nacional, incluindo o satélite AFSPC-44, para a órbita terrestre.

O emocionante voo de domingo foi o quinto sucesso da SpaceX com o Falcon Heavy, que impressionou o mundo em seu primeiro lançamento em 2018, quando o foguete carregou um Roadster Tesla de Elon Musk ao espaço.

A missão USSF-67, que foi a última do foguete Falcon Heavy da SpaceX, marca um novo capítulo na história do lançamento de veículos espaciais, pois a empresa de Elon Musk continua a apresentar novas tecnologias para economizar custos e tornar os lançamentos mais baratos e acessíveis.

O adiamento inicialmente anunciado para sábado foi justificado pela SpaceX como “considerações de operações”. O voo foi uma demonstração de força, com o Falcon Heavy equipado com 27 motores levantando-se aos céus e enviando o AFSPC-44 para a órbita. Esta última missão também marca um novo capítulo na história da exploração espacial. Dessa forma a SpaceX apresentando novas tecnologias para tornar os lançamentos mais baratos e acessíveis.

Você acha que aprender inglês está tomando muitas horas do seu dia?

Facilite com o Método RRSLG estudando 30 minutos por dia.

Falcon Heavy se superando

Depois da missão de domingo, a SpaceX recuperou com êxito dois dos três propulsores do primeiro estágio do foguete Falcon Heavy. Os dois propulsores laterais foram reorientados para entrar na atmosfera da Terra. Dessa forma aproximando-se do solo, acenderam seus motores para completar um pouso sincronizado em plataformas de solo perto da costa da Flórida.

A empresa possui a capacidade de recuperar e reutilizar seus propulsores de foguetes, o que reduz o custo dos lançamentos. Porém, infelizmente, não teria sido possível recuperar o propulsor central, visto que não foi possível atender aos requisitos de combustível.

Seu Idioma Notícias

Seu Idioma Notícias

Equipe de redação da Seu Idioma. Todos os conteúdos são revisados por professores e atualizados periodicamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
popup melhores cursos

Hey! Não desista de aprender inglês!

Veja o ranking dos melhores cursos de inglês 🗽

Quer aprender inglês mas não sabe onde estudar? Conheça nosso ranking oficial com os melhores cursos de inglês do mercado em 2024.